automoveisantigos.jpg

Um dia destes por motivos que não vêm ao caso tive necessidade de me deslocar à minha terra Natal de Autocarro (Carreira) como lhe chamam por aqui. Acontece que há mais de 20 anos que o não fazia. Não imaginam, caros amigos como foi estranho, um autocarro com ar condicionado, com cintos de segurança, sem cobrador, sem os gritos dos rapazes e raparigas que no meu tempo se cumprimentavam sempre muito efusivamente. Pensei para comigo, como isto mudou para melhor, no meu tempo não era assim…
Porem ao chegar ao Terminal Rodoviário de Reguengos de Monsaraz, que desilusão, na realidade as coisa por ali tinham mudado para pior!!!
Em vez da pequena sala de espera, que acolhia todas as crianças que logo pela madrugada chegavam como bandos de pardais com o seu chilrear madrugador e o Sr. Mário que no Inverno estava sempre pronto para abrir a porta para acolher os que chegavam por volta das sete da manhã, com um ar carrancudo dizia: -“Se fazem muito barulho vão para o fresco.”
Foi mesmo aqui que tudo mudou para pior, o actual terminal rodoviário é um barracão e repito, barracão no verdadeiro sentido da palavra, com um enorme pé direito, sem o mínimo de condições, as cadeiras já foram, hoje estão transformadas em bancos estão ligadas umas ás outras por ripas porque os pés já estão todos partidos, as lâmpadas florescentes no tecto só metade funciona, o balcão de atendimento é melhor nem comentar.
Mas se pensam que a minha desilusão ficou por aqui, acreditem que não, Há 34 anos eu e todos os meninos da freguesia de Corval fazíamos o percurso Reguengos, Carrapatelo, Stº António do Baldio e Corval, acreditem se quiserem a estrada que ligava o Carrapatelo à Estrada de S. Tiago Maior era estreita mas estava alcatroada em condições, agora meus senhores, continua estreita nas do alcatrão apenas conseguimos ver alguns restos que os buracos deixam transparecer.
Acreditem que não sou saudosista mas gostaria de ver os utentes desta estrada e destes transportes, tratados ao menos com a mesma dignidade de à 34 anos atrás.
Fiquei triste muito triste mesmo, por saber que o Município da minha jovem cidade não consegue reparar nestes pormenores!!!

Anúncios