Évora

Há dias em que mais vale…

Há dias
Em que não cabes na pele
Com que andas
Parece comprada em segunda mão
Um pouco curta nas mangas

Há dias
Em que cada passo é mais um
Castigo de Deus

Parece
Que os sapatos que vês
Enfiados nos pés
Nem sequer são os teus

À noite voltas a casa
Ao porto seguro
E p´ra sarar mais esta corrida
Vais lamber a ferida
Para o canto mais escuro

Já vi
Há dias em que tu
não cabes em ti

 Avança
Na cara desse torpor
Que te perde e te seduz
A espada como a um Matador
Com o gesto maior
Do seu peito Andaluz

Avança
Com a raiva que sentes
Quando rangem os dentes
Ao peso da cruz

Enfim,
Há dias em que eu
Também estou assim

Parece que pagamos os
Pecados deste mundo
Amarrados aos remos de um
Barco que está no fundo.

Anúncios

 Finalmente acabaram as férias, foi com algum contentamento que ao  voltar verifiquei que os meus amigos não me abandonaram a todos um muito obrigado.

Como não poderia deixar de ser gostaria de agradecer  ao grupo de S. Pedro do Corval que fez os últimos comentários nas Alcunhas… Vou publicar na integra,  pois devido ao facto dos mesmos serviram de complemento  à recolha que fiz e ao mesmo tempo demonstrar que a cultura  não se resume só ao que se aprende nos livros mas também as vivências do dia a dia …. Gostaria de um dia poder aprofundar um pouco mais este tema nomeadamente investigando a  sua origem…

Ainda faltam algumas alcunhas!
Tais como pipocas, gazuza, becas, piriquito, canzarrão, binte chéte, pistola!
Não sei se falta algum, se me recordar entao irei novamente informar!
Mas parabens pela ideia e pelo numero de alcunhas recolhido!

vou dizer mais algumas, luzio, foguete,zé pina,maria peixeira , 3 queijos,joão broncas,troca tintas,raposo,tópójijo,bajôlo,pifâ,xico da rádio,mestre pires,pápa,e muitos outros, parabéns pela ideia

curinga,pulguinha,gato,abelha,pulga vadia,saruga,caçarelhas,cateto,lagartixa,escovinha,meyong,patanho,gralf,atabão,pompeu,besta,besta grande,baroti,papagaio,pichas,taralho,zonga,mongar,russo,macaco,cachapim,espanta sestas,vampiro,esgota pipas,caroço,zé ribeiro,estorninho,patola,vitinho,peitaças,cruzeta,bife,vaselhame,burrical,zé gradão,bá,barbaças,carvoeiro,manuel milho,pato donald,gramone,pchaneca,borboleta,a rabita,trator amarelo,macho do mané bulhão,gafanhoto,páscoa,príncípi,galo,19,puto,santanita,zé lélé,carlos bandalha,penico,becas,pinta galinhas,choupim,panas,coelho,mocho,cabeçudo,black,as papoilas,pipi maneta,marreta,sapinho,chagã,sacarrolhas,abre latas,malino,teiró,rom,passarica,libório,pedorro,calçoa,patão,parafuso,rei do bairro,gadelha,amigalhaço,telrinho,bandarra,correlhio,pancan,castanho,monstro das bolachas,cu de senhora,a brazeira,mata ratos,kaine,mata bicho,hitler,fraco,palholha,marosca,babalu,fangio,alvarinho,parvalhão,advogado dos parvos,bilha,trá-lo-á,mamaduke,maniaca,pita-pita,mansinho,chabrega,tucha,cangalheiro,pirum,markitico

baietas,nhetas,maucha,deixa o gato merda,marroquino,bia rata,quá,espernegáda,mari piquinina,jaquina macarrona,boticário,chichara,sargento passinhas,zézica,djebe,calote,pixacona,morcela,laboni,tavareco.

Todas estas alcunhas pertençem a pessoas que ainda se encontram vivas e residem em s. Pedro do Corval
e ainda ha as cagadas, caras palidas, parvas das areias, varina, mesa redonda, zé mansinho, cao vadio, laranjas, maria escandalo,rosa batata, conaça, simba, rei do aço, jaquim da estaçao, marroquino, ze do saco, a escada, foiçe inglesa, maria bulhoa, pepino, cigano, mari’ze do mira,perigosa, mata bicho, parvoera, pavarotti
.

Obrigado Corvalenses!!!

imagem-468.jpg

tecido de chita

Li hoje no Diário do Sul a Seguinte frase: “Um povo sábio é aquele que sabe manter as tradições e adapta-las aos tempos modernos. Um povo com futuro é aquele que não tem medo das coisas boas do passado e está disposto a ir a elas  buscar a força e o incentivo para continuar…”

As pastorinhas cantavam
Com seus vestidos de chita
Depois pular a fogueira
Era sempre a brincadeira,
Compadres e comadrinhas
Com promessas de ouro
ano cheio de alegre amizade”  in Diário do Sul 17 de Agosto de 2007

Pois é meus amigos,  Portel voltou um pouco aos anos 40, quando em Portugal os concursos de vestidos de chita estavam na moda e hoje vai dar inicio á segunda edição do vestival de Vestidos de Chita. Vão a Portel que vai valer apena…

Corria aqui…

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A vida é uma pedra de amolar: desgasta-nos ou afia-nos, conforme o metal de que somos feitos.

(George Bernard Shaw)

ruas-floridas.jpg

Inauguradas no passado dia 28, as “Ruas Floridas” de Redondo têm proporcionado ao visitante uma agradável viagem por mundos de cor e fantasia, erguidos em papel pela imaginação e criatividade dos habitantes envolvidos. A enorme afluência de visitantes oriundos de diversos pontos do país e do estrangeiro, tem feito desta edição a mais concorrida desde que, em 1994, o Município de Redondo decidiu recuperar a centenária tradição. Esta mostra continua até 5 de Agosto

Visitem o Redondo.

Calor

 

Hoje foi assim, no coração do Alentejo…